Profissionais

    • ELO ARQUITETURA INTEGRADA
    • PRISCILA LIMA
    • PRATHER ARQUITURA
    • LIA HERRMANN
    • GIEZA BERNARDI
Postado em 23 de Novembro de 2016 às 15h52

QUANDO A FESTA É PARA OS NOIVOS

Casa&Sabor (6)

Mini weddings - Além de manter o orçamento sob controle, uma festa menor dá mais intimidade e personalidade à celebração

Encontrar o lugar perfeito para acomodar as 350 pessoas que vêm para o jantar. Contratar a cerimonialista, um time de seguranças, os manobristas e os garçons. Separar os convidados nas mesas, providenciar um caminhão de flores e alugar a louça. Tudo isso para, no dia da festa, serem os únicos que não aproveitam de verdade.
Histórias como essa estão afastando muitos casais dos megaeventos em que se transformaram festas de casamentos com centenas de convidados. Os mini weddings, que geralmente não têm mais de 50 pessoas, seguem um conceito europeu que vem conquistando mais e mais adeptos no Brasil.
Reflexos dos novos tempos, os casamentos mais intimistas são geralmente bancados e desenhados pelos noivos. Os pais, que costumavam esperar ansiosos para mostrar à sociedade o sucesso da prole nas grandiosas cerimônias, nos mini weddings deixam o posto de patrocinadores para serem convidados.

Foi o que aconteceu com Flávia Giusti Azevedo e Djalma Azevedo. O casal trocou alianças no último dia 8 de abril, na casa da mãe da noiva, diante de 24 convidados. De acordo com Flávia, buscaram uma cerimônia menor primeiramente para cortar gastos, mas também queriam ficar próximos dos convidados em uma celebração bem elaborada e com um jantar à francesa e bem servido.
“A experiência foi maravilhosa, aproveitamos tudo, principalmente nossa família. Convidamos quem realmente fez e faz parte das nossas vidas. O que nós mais ouvimos dos amigos foi que os encorajamos a pensar em uma festa pequena. Casamento não precisa ser ostentação”, completa a noiva.
Uma das principais diferenças entre os casamentos tradicionais e os mini weddings é o foco da festa. Do salão de dança para a mesa de jantar, as festas pequenas são, na verdade, jantares personalizados em que cada detalhe é pensado para reforçar ainda mais a escolha seleta dos convidados.

Rafael Fernandes, que trabalha como personal chef em Chapecó há cerca de quatro anos e foi o chef do casamento dos Azevedo, explica que neste tipo de cerimônia o casal participa de todas as etapas do processo que envolve o jantar. O primeiro passo é conversar com os noivos para captar as referências, as inspirações que podem transformar a comida em um elemento surpreendente da noite. 

“Em um evento assim, o envolvimento do chef é muito mais amplo do que apenas o que sairá da cozinha. Acabamos conhecendo não apenas os noivos, mas um pouco do perfil de cada um dos convidados. Com isso, é possível prestar mais atenção a cada detalhe, elaborar cada prato com cuidado. Tudo é escolhido ponto a ponto pelo casal, o que resulta em apresentações e sabores muito mais refinados, uma experiência mais completa para todos”, explica Fernandes.
O perfil dos noivos que optam por esse tipo de festa também segue alguns padrões. Fernanda Dias, conhecida pelo capricho e bom gosto com que trabalha na assessoria de eventos, arrumação de mesas e decoração de ambientes, afirma que costumam ser casais discretos, que valorizam mais o tempo com os mais próximos do que uma possível publicidade gerada por uma grande festa.
“Cada casal tem o seu estilo, claro. Mas o que percebo no público dos mini weddings é um perfil mais reservado, festas mais focadas na mesa do jantar e nos convidados no que no estúdio de fotografia. Para quem trabalha em uma área como a minha, são oportunidades ótimas para ousar, caprichar nos detalhes e personalizar ao máximo a festa que, no fim das contas, tem que ser para os noivos”, argumenta.

TEXTO: Rafael Fernandes FOTOS: Mari e Henrique Fotografias

Veja também

PARA SOCIALIZAR29/03/17Espaço voltado ao convívio oferece diversas opções de lazer A sede social da Transportes Gral foi idealizada pelo escritório Módulo I Arquitetura. Concebido para satisfazer os anseios da família Gral, o projeto da arquiteta Sandra Marafon Dutra e da decoradora Ana Paula Marafon possui uma área de 1.112 m². É destinado exclusivamente para o convívio social e área d lazer....
O CONSTRUTOR DE PÉS DESCALÇOS11/07/17 SunRay Kelley, o personagem que ilustra esta reportagem, é um construtor independente. Nascido e criado nas montanhas Cascade, uma das oito regiões geográficas da Califórnia, no Pacífico Noroeste, Kelley acredita que a chave......
PROGRAMA MELHOR AMIGO11/05/17Programa Melhor Amigo incentiva relação entre profissionais As Empresas Amigas do Núcleo D realizaram no dia 19 de abril o evento de lançamento do Programa Melhor Amigo. Criado pela associação, o programa foi pensado para incentivar e fortalecer a relação entre os......

Voltar para BLOG